Adeus maioria

Parece pior do que aqui supus: Alegre poderá relançar o seu movimento de cidadãos – social-democrata, de esquerda e pró-sistémico – e prejudicar as intenções de maioria do Governo e de poder do PSD. Sócrates vai ter de cortejar Paulo Portas, ou até tentar uma coligação com o PSD (o pior dos casos possíveis, cujo fracasso entregaria a alternativa à esquerda anti-sistémica).

Portugal está, portanto, de volta à normalidade: Governos minoritários, Presidentes pouco colaboradores e uma média de 22 meses por Governo (desde o primeiro Constitucional).

  1. 15 de Dezembro, 2008

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: