35%

Considere-se o caso de um trabalhador que tem como um salário bruto de 2000 euros mensais. Pode parecer muito, mas se aqui descontarmos os impostos o salário desce para 1291 euros. Como? Com a regra de três simples, aplicada por um zero à esquerda da matemática:

1) 2000 euros x 13 meses = 26000 euros.
2) Em Portugal, o peso da tributação é o equivalente ao trabalho até 19 de Maio, ou seja, 140 em 395 dias (com 30 dias para o fictício 13º mês)
3) 26000 euros x 140 dias, a dividir por 395 dias = 9215 euros
4) Logo, de um salário bruto de 26000 euros anuais são retirados 9215 euros, remanescendo 16785 euros anuais de salário líquido
5) 16785 a dividir por 13 meses = 1291 euros de salário mensal
6) A cada mês, 35% do salário bruto (709 em 2000 euros) vai para o Estado*

*Medina Carreira diz que Portugal é o país europeu com a maior taxa de impostos, de 47%. Nesse indicador incluem-se todos os impostos colectados (ao consumo, à produção, etc.), pelo que as minhas contas simplistas podem até não fugir muito à realidade. O natural, no entanto, é que algo me tenha escapado. Mas creio que a conta feita ilustra razoavelmente o que está em causa.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: