A absolvição da fé

Como seria de prever, Bento XVI apelou – neste Dia Mundial da Paz – ao fim da violência no mundo e, especificamente, entre Israel e a Palestina. Uma violência que, como sempre deixa implícito, é motivada por razões políticas, económicas, de imperialismo, ódio racial. A fé não entra na equação. E, no entanto, a História descreve-nos incontáveis episódios de violência gerados pela crença de que uma entidade superior escreveu um livro (curiosamente Deus dotou já muitos escritores de uma melhor capacidade de escrita do que a sua) cujas sentenças devem ser executadas. A fé é absolvida, quando ela está presente no essencial das maiores atrocidades até hoje cometidas.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: