Como ser Primeiro Ministro

Chegar a uma entrevista e debitar disparates que aparentam ser verdades. O Zé Povinho cai sempre. Ou quase sempre.

  1. Não concordo. O PM teve resposta para todas as perguntas. Se não foram as respostas certas, é porque as perguntas não foram as mais adequadas. Sócrates esteve bem. Os entrevistadores é que nem por isso.

    • PR
    • 6 de Janeiro, 2009

    Phillipe, desculpa lá mas se calhar não foram as respostas certas porque eram umas respostas de merda e muitas vezes sem sentido.

    (comentário de tal forma cru que exige a capa do anonimato para evitar despedimentos :D)

  2. Vê lá se não te apanham pelo IP, pá.

  3. Quando se olha para uma entrevista de um PM, não podes estar à espera de grandes revelações. Muito menos em ano de eleições, não podes estar à espera que saiam dali grandes coisas. Isto, claro, a não ser que ele seja suficientemente bem interrogado pelos entrevistadores. Algo que, eu acho, não aconteceu.

    Se viste toda a entrevista, vais ver que mesmo nessas perguntas que obtiveram respostas de “merda”, não houve tentativa de aprofundar as questões. Olha, lembro-me de uma muito pertinente a propósito das taxas de juro do BPN. Sócrates foi evasivo, ninguém insistiu. Foram muito mais interessantes os comentários aos debates no Prós e Contras do que o debate em si. Com más perguntas e más respostas. Porém, ainda assim, com resposta para todas as perguntas.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: