Obama (2)

yip_22

Foto retirada daqui (via)

No dia em que toma posse o novo Presidente dos Estados Unidos, nada melhor do que lembrar o seu plano para as Relações Internacionais do país. O texto foi publicado na Foreign Affairs de Julho/Agosto de 2007 (um link estável para o documento está aqui, em versão PDF) e dele se podem retirar algumas ideias-chave:

  • Os Estados Unidos precisam de uma liderança visionária, de um líder que esteja à altura das dificuldades que o país e o mundo atravessam, de um indivíduo que entenda os tempos de incerteza e mobilize as populações. Ênfase colocada nos perigos do terrorismo, dos ataques à democracia liberal. Os Estados Unidos não deveriam ter respondido ao 11 de Setembro através de uma acção militar, solução convencional para uma ameaça não convencional.
  • A América não pode enfrentar os perigos emergentes sozinha, mas dialogando com os países seus aliados. Mas o mundo precisa de uns Estados Unidos fortes. Privilégio para a diplomacia: fortalecimento do diálogo regional e internacional sobre o futuro do Médio Oriente. No que respeita ao conflito israelo-palestiniano, a segurança de Israel é primordial, mas deve ser alcançada uma solução de dois Estados – desde que verdadeiramente comprometidos com a procura da paz –, isolando os actores que pretendam conflito e instabilidade (o Hamas, subentende-se).
  • Os Estados Unidos devem deixar de olhar apenas para o Iraque ou o Afeganistão como pontos de referência das ameaças à democracia liberal, mas de uma forma ampla para todo o Médio Oriente. Não deve ser imposta uma solução militar para os confrontos entre sunitas e xiitas, mas tentada uma solução política duradoura com ambas as facções.
  • Ameaçar e delegar competências em outras organizações na relação com o Irão é uma política falida. Sanções mais fortes devem ser-lhe impostas, pressão deve ser feita sobre os seus principais aliados. Não deve ser permitido ao Irão enriquecer urânio e obter armas nucleares. A uma teocracia radical não pode ser permitida a possa de tais armas. Ao mesmo tempo, as relações diplomáticas com o Irão devem ir no sentido de lhe mostrar o que de positivo pode ser obtido com boas relações bilaterais, sobretudo em termos económicos. Também eliminar o programa nuclear norte-coreano, se necessário recorrendo à força – não sem antes recorrer a uma diplomacia forte, incisiva e agressiva.
  • Exigir que o Paquistão cerque a Al-Qaeda, tentar a resolução do conflito de Caxemira entre Paquistão e a Índia («if Pakistan can look toward the east with greater confidence, it will be less likely to believe that its interests are best advanced through cooperation with the Taliban»). Compreender o que está na raiz dos extremismos islâmicos. Propagandear a democracia não através da coacção ou do isolamento, mas fazendo saber que a democratização dá voz internacionalmente. A ONU precisa de ser reformada, as potências emergentes devem ganhar peso dentro dela.
  • Reforçar as infrastruturas e os equipamentos disponíveis aos soldados e marines. Aumentar o número de elementos de cada equipa. No plano ambiental, reduzir a emissão de gases poluentes, diminuir a dependência energética norte-americana – especialmente apostando nas energias renováveis. Também a China, a Rússia, a Índia e a União Europeia devem responsabilizar-se e diminuir as respectivas emissões de gases poluentes.
  • A ideia de democracia e de liberdade é incompatível com o aprisionamento de suspeitos e sua tortura noutros países, sem julgamento. Duplicar para 50 mil milhões os fundos atribuídos à «foreign assistance», à promoção da democracia no mundo.
  • Trackback are closed
  • Comentários (0)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: